Copy
Betroka, 29 de Junho 2016
Não consegue visualizar esta mensagem? Cilque aqui


porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu se filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida Eterna… ( João 3:16)

Porque DEUS amou o Mundo.

Co
m certeza este é o versículo das Escrituras mais conhecido entre os cristãos do mundo todo. Certamente, é o primeiro versículo que aprendemos na Escola Bíblica. O primeiro texto citado ao evangelizarmos alguém; e o primeiro, pelo menos para alguns, a ser decorado. Essas duas linhas do texto sagrado, expressam a sublimidade da Verdade Bíblica: Deus amou o mundo.

A iniciativa de amar foi de Deus. Nada havia em nós para que Ele nos amasse. Nada havíamos feito de bom, para que Ele nos amasse. Todavia, “… Ele nos amou primeiro…” afirmou o Apóstolo João. 
Foi na Eternidade, em um ato único, decisivo e irrevogável, que o SENHOR nos amou. Seu amor foi tão intenso que Ele deu seu Filho, seu único Filho para que nós não perecêssemos.

Certamente, a oferta de amor de Deus, sobrepujou o entendimento humano. Foi tão assustadoramente maravilhosa e constrangedora, que foi rejeitada pelo mundo.

Contudo, a entrega do Filho por amor,  foi feita sem a possibilidade de ser abolida. Nem mesmo a incredulidade dos homens pôde, nem pode anulá-la. Precisamos sempre lembrar que “… o Cordeiro foi morto antes da fundação do mundo…”.

Talvez uma pergunta incomode muitos corações: Porque Deus decidiu nos amar assim? O texto afirma que “iríamos perecer”. A magnitude da palavra usada é “ser destruídos” ( todos, sem exceção). Estávamos perdidos! Separados dEle por causa do pecado.

Na Carta aos Romanos lemos: “…porque todos pecaram e destituídos estão da Glória de Deus…”. Tornamo-nos inimigos de DEUS pela nossa rebeldia e desobediência.  Repugnantes à Sua Santa presença. Paira sobre nós a Ira Santa de um Deus Santo e Justo que não tolera o pecado.  

Contudo, ao invés de nos destruir eternamente, Ele preferiu despejar todo o cálice de Sua ira em Jesus Cristo, o Filho, para que nós, por meio dEle fossemos reconciliados. A vida, a morte e a ressureição de JESUS nos mostra isso. O próprio Senhor Jesus afirma: “…vim buscar e salvar o que se havia perdido…” e “..os sãos não precisam de médico e sim os doentes. Não vim chamar justos, mas pecadores ao arrependimento….”


Irmãos, sabedores disso, é impossível não recordar das palavras do Hino do Cantor Cristão que diz:“…Ó que amor glorioso, preço tão grandioso, que por mim na cruz Jesus pagou. Inaudita graça, demonstrou.”

Agora, todos os que pela fé na oferta de amor de Deus se achegam a Ele, são perdoados e têm o direito à Vida Eterna. Passaram da morte para a vida. Não estão mais em condenação. Foram redimidos do cativeiro do pecado. Foram justificados pelo próprio Deus e não dependem mais de suas  próprias obras para serem aceitos. Que grande notícia!
 Todavia,  ainda há milhares de milhares que nunca ouviram essa Verdade. Nem ao menos uma vez!

Quem estaria disposto a renunciar tudo que for preciso para anunciar tão grande salvação? Quem abdicaria dos seus sonhos e desejos e dedicaria sua existência e tudo o que tem pela causa do calvário?
Se não formos nós irmãos, ninguém fará.                                        


       
BETROKA
 
Já fazem três meses que retornamos a Betroka - nossa vila ao sul de Madagascar.  Tem sido maravilhoso ver o agir de Deus aqui e em nossas vidas. Algumas portas de trabalho se abrindo e podemos ter certeza que o Senhor tem nos chamado para estarmos aqui.

Após três meses convivendo com o povo, já não somos novidade. Todos já nos reconhecem, e nos chamam pelos devidos nomes de respeito, culturalmente falando: Endri ny Benicio e Baba ny Benicio - Mãe do Benício e Pai do Benício, respectivamente. Todavia, muitos já não o chamam de Benicio mas sim de Fitahiana - nome Malagasy que quer dizer: bênção

Percebemos um amor muito grande do povo com relação ao Benício. Todos tem muito cuidado dele. Isso nos alegra muito.
 
                     

DIA A DIA COM O POVO.
 
Parte do nosso tempo é gasto no aprendizado da língua e da cultura. Passamos tempo com o povo, partilhando das atividades deles, visitando-os, aprendendo novos vocábulos, expressões, e dando muita risada com nossos erros.

Essa também é uma forma de demonstrarmos o amor de Cristo, partilhando do dia a dia: dores e alegrias.

Dias atrás estava muito frio, e Jana pensou nas crianças e viúvas que não tinham uma jaqueta para se proteger do frio.
Decidimos então comprar 25 Jaquetas para suprir os mais necessitados com um agasalho quente para passar o inverno. Essas jaquetas vem de doação de toda a Europa e podemos comprar pro um preço bem acessível. Sabemos que foi pouco, mas foi o que o Senhor nos possibilitou comprar. Contudo, todos os que receberam as jaquetas diziam: Misaotra Jesosy  ( Obrigado Jesus)!

Essa é uma forma de sermos o bom perfume de Cristo entre pessoas tão carentes. Lembramos da pergunta feita a Jesus: “… quando lhe vimos nu e lhe cobrimos? Quando fizestes a um desses pequeninos a mim o fizestes,….” disse o Mestre.

Ainda temos aulas de Malagasy e Bara praticamente todos os dias com duas professoras Bara: Justine e Alvilda. Elas nos ensinam o Bara  e um pouco da Língua official, o Malagasy. Para nós é um grande desafio aprender as duas línguas ao mesmo tempo. Mas precisamos saber ambas para podermos nos comunicar.


         
 
ENSINANDO A LER A LÍNGUA, DISCIPULANDO E EVANGELIZANDO CRIANÇAS.
 
Por não sermos fluentes na língua Bara, ainda somos muito limitados para o ministério, entretanto, olhando os “os campos que já branquejam” fazemos tudo o que podemos para que o Evangelho possa ser pregado.

 Estou ajudando  o Zauna, um Bara convertido, a ler a própria língua. Isso é possível por causa da fonética e treinamento em linguística que tivemos na Missão ALEM. Também o tenho ajudado com o estudo bíblico incentivando-o a ler a Bíblia e falar do amor de Jesus ao seu próprio povo.

Ainda tenho discipulado ( de maneira indireta e direta) dois jovens pastores da Igreja Luterana  e um jovem chamado Shomia. Este,  deseja pregar o Evangelho em sua vila que ainda não possui nenhuma Igreja. Ambos falam inglês, então torna-se mais fácil o diálogo.

Também  tenho tido a oportunidade de falar, em inglês, para alunos do ensino fundamental; Eles tem aulas de inglês e temos ensinado inglês através da Bíblia.

Jana tem trabalhado com crianças aos sábados a tarde. No dia 27 começaremos a contar as histórias Bíblicas. Jana irá auxiliar Narindra, uma jovem com a qual Jana tem dedicado tempo para conversar e incentivar a se envolver em missões. Narindra irá contar as histórias  - até nós termos mais fluência na língua.
 
          
 

 Muito obrigado por orarem por nós!
Louvamos ao Senhor pela vida de  cada um de vocês.


 
MOTIVOS DE GRATIDÃO.
 
  • Louvamos a Deus pela sua infinita graça que tem sido derramada sobre nós;
  • Louvamos a Deus pela adaptação do Benício - Já come mandioca e arroz como se fosse um Bara;
  • Louvamos a Deus pela sua fidelidade e sustento;
  • Louvamos a Deus por cada um de nossos mantenedores e aqueles que esporadicamente tem ofertado para que o povo Bara possa ser alcançado para Cristo;
  • Louvamos a Deus pela sua proteção - Sendo muito longe da capital e situada entre as montanhas, Betroka tem se tornado um lugar perigoso onde os ladrões de gado vem para roubar o povo. Entretanto, o Senhor tem protegido a nós e ao povo;
  • Louvamos a Deus pela saúde. Apenas Benício teve alguns dias de febre e uma infecção no ouvido. Obrigado por todos que oraram. Eles está bem e 100% restaurado;
  • Deus tem atraído o povo Bara para Betroka. Todos os dias centenas de Bara vem para Betroka, o que significa oportunidade de compartilhar o evangelho.
    
 
MOTIVOS DE ORAÇÃO
  • Nossa viagem para Antananarivo ( capital) no mês de Julho para compra de suprimentos e visita a AIM ( MIAF). Algumas caravanas de ônibus têm sido assaltadas. Orem para que o Senhor livre a todos dos assaltos e para que esses que praticam tal pecado, possam ouvir de Jesus e serem transformados.
  • Abertura de uma conta no Banco local. O processo é burocrático e difícil.  Mas cremos que o Senhor pode abrir todas as portas para conseguirmos essa facilidade aqui em Madagascar.
  • Vistos e passaportes. -  Ser morador em um país estrangeiro tem suas desvantagens. O processo de receber Visto é demorado e muitas vezes corrupto. Oremos para que o SENHOR nos conceda a graça de receber os vistos sem termos problemas com a embaixada, assim como o Cartão de residência para que eles não percam toda a documentação que foi enviada.
  • Para que possamos ter recursos suficientes para comprar livros e Bíblias para a biblioteca.
  • Para que possamos aprender a língua e suas nuances e podermos falar de tão grande amor.
  • Para que o Senhor abençoe o discipulado que o Fernando tem feito com os pastores e com Zauna e Shomia.
  • Pelo trabalho aos sábados com crianças. Que o SENHOR converta esses coraçõezinhos e nós possamos ser uma benção para eles.
                 


Entre em contato conosco: assonibasso@gmail.com

AMEL-MIAF
RUA MAMBORÊ - 795
Campo mourão, NM 87302-140
Brazil

Add us to your address book