Copy
View this email in your browser

Querido 2020,

Esse negócio de resoluções para o Ano Novo é meio clichê, eu sei, mas já sinto que estamos confortáveis um ao lado do outro. Sei que acabamos de nos conhecer, mas é assim que me sinto, sinto-me com liberdade e força suficiente para dizer que iremos nos dar muito bem.

Seremos parceiros, mas acima de tudo seremos sinceros um com outro, mesmo que me machuque, mesmo quando o caminho estiver escuro e difícil. 

Enquanto você estiver comigo quero estar sempre aprendendo e crescendo. Essa é uma das minhas grandes resoluções para a vida: nunca deixar me intimidar pela ignorância ao redor, nunca deixar de ler, refletir, mudar, conhecer e ser curiosa. 

Ao seu lado, não quero me importar de seguir pelas trilhas mais longas, não pegarei atalhos doloridos apenas para chegar no destino mais rápido. Quero repensar o lugar da rapidez na minha vida, talvez eu tenha dado muito espaço à ela e tenha me esquecido do quanto é bom pausar e ir com calma. 

Estou grata por você ter finalmente chegado. 


Amigos, 

Que esse ano possamos ter mais calma para cuidar de nós, para olhar pra dentro, que tenhamos mais tempo para respirar. Não vale a pena viver com pressa, porque assim se deixa de viver.

Já refletiu sobre o que você quer nesse novo ciclo? 

Já separou os livros que quer ler? A lista de filme está atualizada? Vai planejar viagens? Mudanças? 

O que quer que você queira para 2020, desejo fortemente que se torne realidade. Desejo que você consiga se planejar e se organizar para fazer tudo acontecer. Talvez não saia do jeito que você tanto idealizou, e então desejo que você consiga desapegar da idealização e abraçar o que o universo te concedeu. 
 



Uma das coisas que mais me causou desequilíbrio em 2019 foi com relação à política. Estou tentando melhorar esse quadro, mas parei de me culpar por sentir tanta raiva. Aliás, quem não sentiu? Foi impossível. Mas espero que esse ano consiga lidar com toda essa imundície de uma maneira mais positiva e paciente. Tudo isso vai passar, não sem deixar estragos, mas o que tanto prezamos, que é a nossa essência, nossa arte, nossa cultura, nossas diferenças e nosso amor, isso sim sobreviverá. 

Vamos nos ajudar a ser melhor, cada vez melhor. 

Um 2020 de luz, conhecimento, arte, leitura e amor pra todos nós! 


LINKS


- Nesse post usei as ilustrações da lindíssima Paloma, siga ela para levezas e ilustrações lindas
- Playlist para começar o ano tranquilo, escrevendo seus pensamentos e planejamentos
- Entrevista com o autor Carl Honoré: Britânico desenvolve o elogio da lentidão

 
Twitter
Instagram
Facebook
Website
Essa newsletter foi escrita por Rita Zerbinatti
You can update your preferences or unsubscribe from this list.
 






This email was sent to <<EMAIL>>
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
Acúçar ou adoçante? · R. Cap. Pacheco e Chaves · São Paulo, SP 03126-000 · Brazil

Email Marketing Powered by Mailchimp