Visite o site do XI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar: clique AQUI!

A Colheita de 2014

 

Queridos amigos,

 

A colheita deste biênio foi boa, grande e para todos.

 

Nesse último ciclo, a ABRATEF optou por uma conduta de abertura de portas. A abertura para novos horizontes, os aspectos que estão sendo rápida e gradativamente usadas para responder às mudanças que as famílias têm sofrido e provocado para se adaptar aos tempos atuais.

 

De acordo com o planejamento, os associados contribuíram muito com seu pertencimento e, da mesma forma, foram atendidos em muitas de suas demandas. Claro que é difícil medir se todos foram contemplados, provavelmente não, mas podemos medir as respostas daqueles que foram atendidos e que nos contaram.

 

Com o número de pessoas que chegam a todo momento contar de suas felizes experiências, podemos pensar que a colheita está sendo farta para todos, mas isso é só pretenciosamente acreditado. Porém, há esperanças de que isso seja verdade e, por isso, apostamos em agradecer por toda essa fartura de regalos para muitos.

 

Para encerrar o biênio, tivemos o nosso XI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar – “Família e Terapia Familiar: Expandindo Horizontes” –, que ocorreu de 20 a 24 de julho, no WTC, em São Paulo. Ainda não temos números exatos de participantes, mas temos a grandeza, em torno de 900 participantes do Congresso, que se somam aos participantes dos cursos intensivos e do I Simpósio Latino Americano.

 

Aqueles que seguem a ABRATEF desde seu início podem ver claramente que não foi o maior dos Congressos em números de participantes, mas nos contentamos com a qualidade dos participantes. Frisamos que sabemos da qualidade também dos associados que não puderam estar conosco no evento.

 

Desde o início, com o I Simpósio Latino Americano, no domingo (20), as discussões se deram num patamar de excelência. Os disparadores trazidos pelos convidados de toda parte das Américas fertilizou um solo muito rico, aparentemente preparado com muito esmero e ávido por sementes dessa qualidade. A feliz conjunção desses aspectos trouxe uma obra à altura, rodas de conversa muito boas, com espírito colaborativo e produção de ideias e de sentimentos que puderam ser traduzidos em propostas coerentes e factíveis. Muitos sonhos deram seus frutos ali mesmo.

 

Os cursos intensivos, que tiveram um público igualmente interessado e participativo, fizeram dos palestrantes que pude conversar, profissionais satisfeitos com sua realização. Boa parte dos congressistas também tinha outras funções e, pela manhã, o CDC se reuniu num clima de passagem com chegadas e despedidas, criando um momento memorável para a ABRATEF. À tarde, o encontro de pesquisadores foi muito produtivo e esperamos que tenha alcançado a expectativa de seus organizadores e dos participantes.

 

O Congresso, então, iniciou seu trabalho na terça-feira e, por três dias, trabalhamos intensamente. Numa linda organização com Conferências disparadoras, rodas de conversa e apresentação dos trabalhos daqueles que investiram em trazer e confeccionar ali o seu modo de trabalhar e de pensar, pudemos vivenciar experiências. A pesquisa proposta pela comissão organizadora do XI Congresso está sendo analisada e aguardamos seus resultados.

 

Como bem disse Helena Maffei Cruz no discurso de despedida, muitas vezes recebemos elogios sobre o Congresso, alguns se referiam ao local, aos serviços prestados e à organização. Também parabenizamos toda essa parte, que a grosso modo não é o congresso, mas que tem seu papel em oferecer o conforto necessário para que os congressistas se sintam à vontade para trazer o seu melhor.

 

O que me orgulha é a ABRATEF mostrando seus trabalhos. A composição, feita de seus associados e de sua produção científica e prática, a troca realizada e a ampliação da terapia familiar para novos horizontes.

 

Em paralelo ao Congresso, outras sementes brotaram, cursos realizados antes e após o evento, alguns regulares que se adaptaram para coincidir com a data do congresso, como o do Interfaci, que ofereceu aos seus alunos o encontro com Sylvia London e Patrícia Arenas, o curso em parceria do Interfaci e Mediativa, que aconteceu na sede do Instituto Sistemas Humanos com Dora Fried Schnitman e Roberto Aristegui Lagos, na sexta (25), e o encontro que surgiu durante o curso intensivo de Silvia Vecchi e que acontece neste sábado (26), no espaço oferecido por Maria Gabriela Leifert e já conta com muitos adeptos.

 

Os participantes da Clínica Social do Institutos Sistemas Humanos solicitaram um espaço extra para se apresentar e conversar sobre as suas participações nas várias modalidades do congresso, e estamos pensando em abrir o espaço para todos os que se interessem em fazer o mesmo. A decisão ainda passará pela comissão do Congresso, que deverá sugerir um formato para os congressistas. Mesmo assim, os participantes da Clínica Social farão um encontro interno para satisfazer a necessidade de compartilhar do grupo e enriquecer ainda mais a participação no congresso, oferecendo aos que não puderam estar um momento de receber também o que pudemos buscar.

 

O livro sobre os trabalhos do XI Congresso deve sair em formato digital (ebook), gratuito e para plataformas diversas. No momento, temos para incluir os resumos dos trabalhos, mas se os trabalhos em sua íntegra puderem ser enviados até o dia 12 de agosto de 2014, eles também poderão ser inseridos no ebook. Convidamos a todos que tiverem participado e que apresentaram trabalhos ou que gostariam de comentar a respeito de seus trabalhos que enviassem seu material para abratef2014@gmail.com. Assim poderemos, juntamente com a Comissão Científica e a Comissão Organizadora do XI Congresso, preparar o melhor formato para que o livro saia com a mesma qualidade do Congresso.

 

O momento agora é de passagem para a nova Diretoria Executiva. Isso significa que ainda estaremos, equipe da Comissão de Comunicação da antiga diretoria, fazendo parte do trabalho, até que haja o momento em que todos os processos estejam integralmente nas mãos da ABRATEF presidida por Helena Centeno Hintz. Essa deve ser uma passagem rápida, mas o que foi desenvolvido requer uma familiarização da nova equipe e, portanto, estamos seguindo, a pedido da nova Diretoria Executiva, pelo tempo necessário a que se possam criar seu próprio jeito de fazer. Muito obrigado pela confiança. Acreditamos que só na cooperação é que seja possível a composição do que foi construído e, como húmus, dê nutrição para a criatividade nascente. A difícil composição dos elementos de passagem onde é preciso decidir o que fica e o que será transformado.

 

Desejamos que a nova Diretoria Executiva tenha muito espaço para suas criações. Nosso desapego estará no volume máximo para que não haja engessamento de nossa parte ou empecilhos para o brilho certeiro que virá.

 

De qualquer maneira, há em nosso estoque gratidão suficiente para agradecer a muitos. Então, obrigado, obrigado, obrigado e obrigado novamente pela honra em servir à comunidade ABRATEF.

 

Atenciosamente,

Comissão provisória de Comunicação

 

Agenda Agosto/2014


Curso de Formação em Psicoterapia Sistêmica de Família, Casal e Inividual

 

06 de agosto
Salvador, BA

 

Curso de Formação em Psicoterapia Sistêmica de Família, Casal e Individual compatível com as mais pós-modernas tendências da Psicoterapia Sistêmica, oferecendo ao profissional a possibilidade de uma ampla atuação em diversas áreas dos sistemas humanos.

Início: agosto de 2014
Horário: das 8h às 12h (quartas-feiras)
Valor: R$ 410
Duração: 3 anos
Carga Horária: 870 horas
Informações: cefac@cefacbahia.org.br ou (71) 3334-3150


Workshop: Treinamento em Habilidades Sociais – THS


07 a 09 de agosto
Novo Hamburgo, RJ

 

Desde sempre ouvimos a expressão: “o homem é um ser social” e tomamos isso como algo natural e, portanto, não deveríamos ter dificuldades na convivência com as outras pessoas. Porém, isso não ocorre. Todos nós temos dificuldades quando se trata de interações sociais, seja em pequenos grupos ou com um público maior. O treinamento em habilidades sociais vem suprir estas lacunas, propõe-se a desenvolver habilidades necessárias ao enfrentamento das mais diversas situações com menor ansiedade e menor nível de estresse e com maior possibilidade de alcançar as metas desejadas. Dessa forma, promove uma melhora nas relações interpessoais e no desempenho profissional, contribuindo para uma maior realização pessoal, manutenção da saúde e da qualidade de vida.

Objetivos:

Desenvolver habilidades sociais que não possui ou que encontram sua manifestação impedida por outros fatores (ansiedade, pensamentos e crenças distorcidas).
Melhorar a comunicação interpessoal
Melhorar estilos de enfrentamento
Melhorar o desempenho social nos diversos contextos (profissional, acadêmico, familiar)

Conteúdos:
Inventários de habilidades sociais,

Conceito e modelo de habilidades sociais

Aplicações do treino de habilidades sociais 

Dimensões comportamentais básicas Iniciar, manter e encerrar conversação Expressar afeto / empatia Fazer e receber elogios Treino assertivo Expressar opiniões pessoais Expressar incômodo, desagrado Defesa dos direitos Fazer pedidos Recusar pedidosEnfrentar críticas Falar em público 

Treino prático de exposição com vídeo-feedback
Copyright © 2014 ABRATEF, All rights reserved.