Visite o site do XI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar: clique AQUI!

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO

XI CONGRESSO BRASILEIRO DE TERAPIA FAMILIAR


Faltam 10 dias para o início do XI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, que abre suas atividades com o I Simpósio Latino Americano, cujo tema é "Família e Comunidade: Panoramas e Desenvolvimentos na América Latina". E como não poderia ser diferente, preparamos também uma confraternização para todos os participantes do evento.
 

O jantar do XI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar acontece no dia 22 (terça), logo após o lançamento de livros, e será realizado na NB Steak, um misto de churrascaria rodízio com steak house. Na ocasião será servido o seguinte Menu Degustação:

Entradas: Cesto de Pães e Salame
Trio de Acompanhamentos: Tempurá, Polenta e Legumes Grelhados e Defumados
Saladas: Brie, Caprese, Carpaccio, Mix Tropical, Quinoa, Ceaser e Palmito Grelhado
Cortes de carne:
  • Seleção de Linguiças
  • Bife Ancho
  • Picanha
  • Costelas
  • Chorizo
  • Vazio
  • Steak NB
  • Cordeiro
  • Peixe do Dia
O jantar custa R$ 80,00 (por pessoa), sendo que bebidas e sobremesas são cobradas à parte. Além disso, há uma taxa de serviço de 10% (opcional) e, para quem precisar, estacionamento da casa por R$ 15 (valet). Faça sua reserva pelo email abratef@eventus.com.br.
 

AGRADECIMENTO ÀS REGIONAIS


Queridos amigos da ABRATEF,

Escrevo hoje um especial agradecimento aos Presidentes da Regionais ligadas à ABRATEF e às suas diretorias executivas.

Chega ao final mais uma gestão bienal da ABRATEF e, com ela, o momento de fazermos o balanço de nossas ações. A colheita está à mesa e podemos oferecer às nossas associações o resultado do trabalho árduo que fizemos, cada um em sua Regional e também em conjunto com a ABRATEF.

Os agradecimentos são muitos a todos vocês. Acho que seria injusto não dizer de cada um sobre seu empenho. Muito foi realizado com cada pedaço colhido por todos os cantos desse Brasil e do mundo. Tenho certeza que tenho mais a agradecer do que eu realmente consigo me dar conta no momento, mas gostaria de elencar aqui com muito prazer por todos os encontros realizados.

Gostaria de começar com a liderança de Marcia Moreira Volponi, a presidente que recebeu de braços abertos a ABRATEF. Incontáveis foram as realizações dessa equipe e talvez o maior ganho tenha sido resgatar o interesse dos associados pela APTF. Inclui fortemente o trabalho realizado no interior do estado, com a realização da Jornada Paulista de Terapia Familiar fora da grande metrópole e das inúmeras ações nas cidades do interior. Também aqui em São Paulo houveram muitos encontros e promoções relacionadas à Terapia Familiar com sucesso e em sintonia com os mais elevados objetivos de nossa Associação. Foi muito bom buscar nas ações das gestões anteriores aquilo que fez e faz sentido aos associados e promover aquilo que surgiu nos encontros realizados. Assim, creio eu, houve um enorme interesse em nossa Regional APTF.

Em segundo lugar, penso que o agradecimento vai à AGATEF, que possui uma incrível história de envolvimento com nossa Associação, além de um grupo coeso e envolvido. A AGATEF fez, como sempre, um belo papel no cenário nacional. Sabemos que tiveram que superar inúmeras dores dentro de seu estado, e o papel da Regional foi fundamental nessa superação. Também de lá temos as notícias relacionadas aos grupos de estudo e de pesquisa que estão sempre mostrando seus trabalhos, o que nos orgulha muito, sem contar com todos os seus contatos pelo mundo afora. Agora, essa Regional em sua firmeza e constância, nos oferece sua casa para ser a nova sede da ABRATEF. Ela foi a única a se constituir como candidata e se submeterá a eleição durante a Assembleia Geral Ordinária, que ocorre no XI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. 

A vez da ACATEF e de seus associados também é bem especial. Os agradecimentos são muitos, pois eles nos ofereceram a oportunidade de repensar muitas coisas. Entre elas o que é o envolvimento dos associados como grupo de identidade e funcionamento próprio. O pertencimento e os lugares possíveis de se ocupar dentro de uma organização com fins próprios. Será que são diferentes o envolvimento e o desenvolvimento das ações e eventos quando promovidos e executados pelos seus associados e quando promovidos por outros profissionais do ramo específico? Seria melhor ter um administrador no lugar de nossos cargos “políticos”, e aqui coloco o político no melhor de seu significado? Como é que se mantém uma associação? O que nos liga, afinal? Obrigado ACATEF. Sua atitude nos levou a refletir muito. Esperamos que vocês também tenham refletido ao se posicionarem de maneira inédita e tão provocadora.

APRTF, que paixão. Deixou-nos a herança imediata da ABRATEF e, com ela, a responsabilidade sobre o trabalho a ser repensado. Muito obrigado por estarem conosco de perto, por nos apoiar nessas reflexões e por ter vivido as mudanças do todo, encarando o pertencimento contínuo. Foi a Regional que mais teve visitas da ABRATEF e que muito se trocou. Juntos pudemos colocar a administração em ordem e pensar posturas que serviam como um todo. Companheiras, que bom fazer essa caminhada com vocês. Sem dúvida foi uma parceria honesta, reconhecida por todos nós e que com certeza trouxe ganhos para todos. Adorei poder participar das ações em busca de associados. Como vocês são criativas!

ATF-RJ, que boa gente. Quanta organização e quanta energia. Como foram companheiros e como produzimos. Amigos ficaram mais próximos e estamos muito parceiros no CDC, nas tarefas administrativas e na realização dos encontros. Fomos equipe mesmo. Foi muito bom poder participar de eventos na Regional e ver o quanto essa Regional é ativa é reconfortante. Fazemos votos para que a Regional se torne ainda mais coesa com todos os terapeutas familiares do Rio de Janeiro e que eles possam usar sinergicamente o potencial aí contido. Muito obrigado pelo apoio, compreensão e continuidade do que já tinha sido executado pela ATF-RJ.

A ATEFES, sempre muito organizada, é uma Regional incrivelmente interessante. Apesar de ser uma Regional jovem, ela conta com muitos associados. Tem associados bem ativos e envolvidos. Proporcionaram grande evento em 2013 e pudemos acompanhar muitos movimentos de seus associados em trabalhar com temas de relevância para o Estado do Espírito Santo e de toda Terapia Familiar, o que nos deixou orgulhoso pelo seu trabalho bem realizado. Sabemos que houve algum ruído na comunicação que não pudemos solucionar durante a gestão, mas temos certeza que será sanado em breve. Há, nessa Regional, uma força que fará novos movimentos surgirem, cada qual no seu tempo.

AMITEF é uma Regional que a ABRATEF se debruçou constantemente. Desde a posse no X Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, em Curitiba, já havia o anúncio de grande crise que envolvia a ABRATEF. A paciência que os associados mineiros tiveram foi incrível. Verdadeiros heróis, mártires da incompreensão do que acontece por lá, eles sofreram calados, na maior parte do tempo. Mas sobrevivem às custas de seus esforços incansáveis. Torcemos, vibramos com cada vitória, ou o que achamos que pode ser uma vitória dos associados mineiros pela AMITEF. Fizemos tentativas coletivas de colaboração, de reflexão e de presença, ainda que os resultados sejam incompreensíveis tanto quanto seu funcionamento. Agradecemos pela oportunidade de ficarmos curiosos com o futuro, que ele nos brinde com ensinamentos generosos. Dentre eles, o CDC e a Diretoria Executiva da ABRATEF deu isenção de pagamento da anuidade sobre 2012 devido a desorganização do período, porém, esse gesto não pode mais ser repetido, pois tanto as Regionais quanto a própria ABRATEF só pode ser mantida com a arrecadação das anuidades de seus associados. Seria imprudente repetir gestos que prejudicariam nossas organizações.

A ATF-MS é nossa queridinha. Ainda pequena e muito mimada por todos, contamos com o desejo ardente de associadas fortes e corajosos. Elas mantém tudo e sonham alto, conquistaram muito e o aprendizado que elas nos trazem é a respeito da esperança e da persistência. Aguardamos sempre a presença dessa Regional querida, que nos traz muito e nos faz pensar em como prosseguir.

ARTEF-BA: essa Regional de história fenomenal está agora com dificuldades de se ajeitar. Com aliados fortes, a ABRATEF conta com associados que contribuem muito. Sabemos por muitas fontes que há também incompreensão de nossa parte sobre como as coisas se processam por lá. O que podemos fazer? É possível fazer pouco no silêncio. Pena. Sinto saudade de uma Regional que não pude visitar. Mas sei que estiveram em reuniões chaves do CDC e que também, em seu tempo, poderá frutificar. Temos a sensação de que o que está acontecendo é uma preliminar para algo maior. Sabemos que nossos bravos associados que acreditam no fortalecimento frente ao coletivo têm trabalhado para a conquista da confiança de todos.

ATFAGO, que gostoso ter parceria com essa Regional, com um afeto do tamanho do mundo, tudo o que é feito por eles parece ter toque de magia e coração. Muito legal. Fomos recebidos em Goiás, vieram em todas as reuniões, participam ativamente em tudo o que é proposto e sua atividade como Regional é impressionante, com crescimento e inovação. Agradecimento pela forma amorosa de realizar. Parceiros queridos que fazem a diferença. Uma Regional em pleno desenvolvimento e com prenúncio de muitas novidades vindas desse grupo. Obrigado.

ACOTEF, que bom ter tido contato com vocês. Muito interessante tudo o que é produzido pelos associados em Brasília. Gostaríamos mesmo de ter ainda mais contato e de que o pertencimento junto a nós pudesse ser cotidiano. O fio que nos une no momento está tênue, mas temos história e ela talvez nos resgate em força e em trocas.

AMATEF, Regional que vem num movimento crescente, com novidades e com muitas idéias. Que sua organização seja enriquecida pelas experiências que vão se tendo e que o contato com a ABRATEF continue a levar força. Somos muito gratos a todos os associados que nos buscaram para conversar, para tratar de assuntos relevantes para o desenvolvimento da Terapia Familiar no Estado. Foi lá que se deu um enorme encontro com novos interessados no assunto de nossa profissão e que tivemos um grande impulso. Muito obrigado.

À APETEF, nosso muito obrigado, por tudo, desde o início, com o imenso companheirismo e o reconhecimento da importância de nossa associação. Penso que posso dar a vocês todo o crédito da segurança que pude adquirir ao sentar-me na cadeira de Presidente. Espero ter feito jus ao atribuído. Primeira visita a uma Regional sem o CDC, mas com uma presença marcante de toda uma comunidade interessantíssima. De uma vivacidade sem tamanho e em condições maravilhosas, dignas de apresentação pública, mas sua timidez ainda não permitiu toda sua apresentação. Vi em parte ela surgindo no horizonte no último encontro do CDC por lá, mas ainda virá a força que brota por aquela Regional. Muito obrigado, vocês me deram algumas respostas do que acontece no silêncio: nem sempre ele significa sem atividade ou desinteresse. No caso de Pernambuco, o que descobri é o oposto disso, uma enorme fonte de energia e criatividade. Valeu demais.

E com esse entusiasmo, gostaria de me despedir. Que possamos ter as respostas de vocês uns para os outros e para a ABRATEF também.

Atenciosamente,
Marcos Naime Pontes


É HORA DO FEEDBACK!

 

Vocês podem responder mais uma pesquisa da ABRATEF? Desta vez as perguntas são para avaliar as ações realizadas pela ABRATEF durante o biênio 2012-2014 e está hospedada no endereço http://goo.gl/Lxrnkp.

Muito obrigado!
Copyright © 2014 ABRATEF, All rights reserved.